Avaí perde para Palmeiras pela Copa do Brasil. Mas de cabeça erguida.

Foto: Jamira Furlani / Avaí FC
Na noite desta quarta-feira na Ressacada, o Avaí recebeu o time do Palmeiras pela primeira partida da terceira fase da Copa do Brasil. No primeiro tempo, mesmo com o árbitro Wagner Reway possuindo apenas um critério - ser rígido com o time da casa, aplicando muitos cartões desnecessários e marcando faltas inexistentes, e mole com o time visitante, fazendo justamente o contrário - tivemos um jogo equilibrado, baseado na força e na imposição física de ambos os times. 0x0 foi um placar justo para a primeira etapa.
Já no segundo tempo, quando esperava-se que o efeito vestiário fosse prevalecer no time de Geninho, o Palmeiras veio mais ligado e o Avaí sentiu muito a ausência de Eltinho, que saiu lesionado no final do primeiro tempo. Desta forma, perdemos nossas jogadas de velocidade pela esquerda e assim, sem sucesso, tentamos atacar pelo meio, porém sempre esbarrando nos dois bons zagueiros Weldinho e Wellington.
A diferença entre os dois times começou a ficar mais evidente e ao natural, Felipe Menezes marcou os dois gols da vitória Palmeirense, aos 17 e 26 minutos do segundo tempo, dando números finais ao marcador.
De qualquer forma, gostei do futebol apresentado pelo Avaí: somos da Série B e jogamos como um time de Série B. E apresentando um futebol de força e vontade como o apresentado hoje e também nos dois jogos que o técnico Geninho esteve à frente do comando Azurra, o futuro do Leão da Ilha no Brasileirão 2014 será bastante promissor. E vale lembrar que ainda temos Bocão, Carleto e Diego Felipe, que fizeram muita falta no jogo de hoje.
Aliás, o destaque positivo do time foi Marquinhos, correndo bastante (sim, acreditem!), ajudando na marcação e lançando boas bolas. Já o destaque negativo ficou por conta de Cléber Santana. Está lento, errando passes de três metros. Parece estar jogando sem vontade.

Mas é isso torcedor avaiano! Com esta derrota, embora nossas chances de classificação tenham ficado muito difícieis, vale lembrar que o Avaí é o único catarinense ainda vivo na Copa do Brasil 2014.
Via ESPNFC

Link do Post

Marquinhos, como ousas?

Recentemente, Marquinhos pediu para o torcedor avaiano sair do sofá e ir na Ressacada.
Os torcedores avaianos, aqueles que vão em todos os jogos e fazem parte daqueles 3 mil de sempre, independente de resultados ruins, frio e chuva, tem todo o direito de cobrar maior público na Ressacada.
Mas é inconcebível jogadores, principalmente aqueles que fizeram parte do grupo que pisou no freio na Série B 2013, cobrarem mais público no Aderbal Ramos da Silva, afinal, se tivessem se empenhado mais na reta final do Brasileirão do ano passado, o mais fácil da última década, estaríamos hoje na Série A, com salários em dia e mais de 10 mil sócios adimplentes.
Marquinhos, você está no caminho certo: Geninho fez você e os demais jogadores treinarem mais e correr mais em campo. Inclusive, já vejo melhoras nesses dois primeiros jogos pós copa do mundo. Portanto, apenas jogue futebol (e isso sabemos que você tem) e aí, naturalmente a torcida voltará à apoiá-los.

Link do Post

Ingressos baratos para o jogo do Palmeiras? Clique aqui!

E aí seu coxa colada! Só vai na Ressacada na boa né? Nem sabe o nome do técnico do Avaí, não é verdade? Só fica metendo terror nas redes sociais, mas não tira a pantufa nem o edredon, não é mesmo?
Mas mesmo assim vou te dar uma chance!
Quer assistir Avaí x Palmeiras pagando mais barato??
Então, seu boca mole, clica aqui e te associa ao Leão da Ilha!

Link do Post

O G4 é logo alí

Foto: Jamira Furlani / Avaí FC
Nesta sexta-feira fria na Ressacada, dois times determinados entraram em campo. Foi um jogo de igual para igual, onde as duas equipes jogaram aberto, buscando sempre o gol. Não foi aquele típico jogo de Série B, onde o time de fora começa a fazer cera, praticar o anti-jogo, para garantir o ponto fora de casa.
A Ponte Preta valorizou a vitória avaiana. Em nenhum momento se escondeu do jogo e, principalmente no primeiro tempo, teve boas chances de gol. Mas o Avaí também criou boas oportunidades, principalmente com jogadas individuais de Anderson Lopes, o melhor em campo, e em um belo cruzamento de Carleto, após lindo passe de Marquinhos. Carleto aliás, mostrou que estamos tranquilos na lateral esquerda: tanto ele como Eltinho, são dois bons jogadores para a posição.
Já no segundo tempo, à exemplo do que aconteceu com o Avaí na última vitória contra o Atlético-GO, o intervalo fez bem e Geninho melhorou muito o posicionamento do time da casa. Tanto que já aos 13 minutos abrimos o placar em uma cobrança de falta à Roberto Carlos de Carleto: chute forte, de longe, de peito de pé, indefensável. E mesmo assim, os dois times buscaram o gol até o final, mas os três pontos vieram para o Leão da Ilha.
Com a vitória, ficamos à apenas 1 ponto do G4 e à uma vitória da liderança da Série B.
O Avaí entra em campo novamente na próxima quarta-feira, contra o Palmeiras, só que desta vez pela Copa do Brasil. E para este jogo, todos os caminhos levam à Ressacada!
Via ESPNFC

Link do Post

Erros, evolução e três pontos. Esse foi o Avaí no retorno à Série B.

Foto: Jamira Furlani / Avaí FC
Na volta aos gramados pós copa, o Avaí enfrentou na Ressacada o Atlético-GO.
Nos primeiros minutos de jogo, tive a impressão que havíamos mudado da água pro vinho: jogadores correndo, acertando passes e criando. Mas aí, o nosso Leão da Ilha descuida e leva um gol. Será que tudo não havia passado de um sonho?
No decorrer do primeiro tempo, mesmo com um jogador a menos (Antônio Carlos foi expulso), equilibramos a partida e já merecíamos o empate, até que foi marcado um pênalti à nosso favor e o zagueiro Artur do time goiano também acabou sendo expulso.
Parecia que tudo estava melhorando!
Mas aí, Cléber Santana, jogador que perde aproximadamente 50% dos pênaltis que cobra, perde a oportunidade do empate. O clima estava tenso e muitas vaias foram ouvidas na Ressacada.
Mas no segundo tempo, o Avaí voltou muito melhor e logo aos 5 minutos, empatou com um gol de Pablo de cabeça. E nos acréscimos, quando os torcedores menos informados em saber que "o Avaí faz coisa" já haviam ido embora, viramos com um gol de Diego Felipe aos 46 minutos do segundo tempo e terminamos com mais três pontos na tabela de classificação.
O futebol mostrado pelo Avaí não foi brilhante, Geninho ainda terá muito trabalho pela frente, mas evoluímos se comparado com a forma de jogar do primeiro semestre. Esperanças renovadas para a maior torcida de Santa Catarina.

E nesta sexta-feira contra a Ponte Preta, torcedor avaiano de verdade estará na Ressacada!
Via ESPNFC

Link do Post

Os gols de Avaí 2 x 1 Atlético - GO

Link do Post

Finalmente de volta aos gramados. Mas o Avaí ainda é uma incógnita.

Foto: Jamira Furlani / Avaí FC
O intervalo da Copa do Mundo tinha tudo para ser calmo e promissor para o time avaiano. A chegada de Geninho, o primeiro técnico de verdade da atual gestão azzurra, havia chegado e as perspectivas eram as melhores possíveis.
Porém alguns grevistas travestidos de atletas resolveram promover um princípio de motim devido à alguns dias de salários atrasados, mesmo após a diretoria ter justificado o motivo e deixando claro que os esforços para a resolução do problema estavam sendo feitos.
Porém, uma vez que os salários tenham sido acertados após adiantamento da cota da TV, tudo indica que o ambiente esteja mais harmonioso no sul da Ilha de Santa Catarina.
E na terça-feira, diante do Atlético Goianiense, os atletas serão postos à prova e Geninho mostrará para a torcida que não é só um nome conhecido no cenário nacional e sim um técnico capaz de colocar a casa em ordem, fazer os boleiros que antes se arrastavam em campo voltarem a correr, colocar o pé em divididas e honrar o manto azul.
Estamos à apenas 4 pontos do G4 e a "tirada de pé" que fizeram na reta final da Série B de 2013, tem que passar longe dos muros da Ressacada neste ano!
Via ESPNFC

Link do Post

Era uma vez... (por Rafael Botelho)

...um reinício de série B com a torcida empolgada pra reencontrar o time e o estádio com grama nova.
Mas eis que aqueles meia dúzia de anti-profissionais resolvem se manifestar contra a imagem dos clubes e caga tudo novamente.
Não estou dizendo que os jogadores não tem que receber seus salários em dia, mas tornar público e levantar uma crise por causa de 17 dias de salários atrasados, sabendo que está entrando no clube uma grana de novo patrocinador e que as mudanças serão para melhor, é no mínimo OPORTUNISMO desses canalhas.
Já não bastasse a vergonhas que muitos desses canalhas fizeram em 2013, onde abriram as pernas e deixaram acontecer o maior vexame dos últimos anos na Ressacada, ainda me aprontam mais essa.
Coloquem uma coisa na cabeça. ninguém desse grupo está valorizado o suficiente pra estar jogando num clube estruturado e que pague rigorosamente em dia. Quem sabe vocês não querem ir pra doladelá da ponte, onde serão mandado embora e receber somente na justiça, após 3 anos. 
DIRETORIA CONIVENTE E COVARDE
Se tivessem vergonha na cara e respeito ao clube, já teria demitido os "cabeças" dessa manifestação. É muito fácil saber quem são os líderes e não precisa eu afirmar aqui o que está na cara.
Essa diretoria, no mínimo não, está sabendo conduzir com pulso firme essa situação
DESANIMADOR!!! 
Não tem campanha que traga sócios de volta dessa forma. 
DÁ UM BASTA NISSO
Manda essa liderança embora e começa do zero. O Avaí é muito maior que qualquer jogador travestido de ídolo. Eles vão passar, o clube fica e não vai acabar sem a presença deles.
Chega desses calhordas!!!! 
Texto via TVBlogueiro

Link do Post

Figueirense, um time sem credibilidade nas mídias sociais

Imagem via SouAvaiano
Segue abaixo texto do Esteves Junior, via SouAvaiano:
Quem são os inocentes que não sabem nada? Seus torcedores?
Quando um torcedor me chamou a atenção, de início achei que ele estivesse brincando. Aí fui conferir e vi que o Twitter @figueirensefc (oficial do time do Estreito) estava com 320 mil seguidores. Mas como assim? Meses atrás eles não tinham nem 40 mil? Achei que fosse algum bug do Twitter, mas aí eles resolveram dar publicidade a marca de 500 mil seguidores nas redes sociais, conforme imagem a seguir.
Primeiramente já é uma piada, pois só se pode alegar 500 mil torcedores se forem 500 mil pessoas diferentes seguindo pelas redes sociais. E isso todos sabemos que não existe. Quantos seguem um clube em mais de rede social? Milhares, é claro!
Aí resolvi listar quem seriam esses seguidores alvinegros e eis que parei nos dez primeiros.
Todos em torno de 80 seguidores, boa parte sem qualquer tweetada e alguns com tweets automáticos. Nem precisei pesquisar muito. Já de início eles apareceram. Veja você mesmo clicando aqui.
Somente esses dois fatos já seriam um bom motivo para rir, mas resolvi ir mais a fundo nestes números. Quem trabalha com publicidade, em especial com mídias sociais, sabe que é muito fácil acompanhar o crescimento diário de seguidores, mesmo que sejam por um período que já passou. E vejam as respostas que me apareceram:
Dia 1º de junho de 2014 = 34.580 seguidores
Dia 5 de junho de 2014 = 44.836 seguidores (+ 10.256)
Dia 10 de junho de 2014 = 71.908 seguidores (+ 27.072)
Dia 15 de junho de 2014 = 155.438 seguidores (+ 83.530)
Dia 20 de junho de 2014 = 238.173 seguidores (+ 82.735)
Dia 25 de junho de 2014 = 320.908 seguidores (+ 82.735)
Dia 30 de junho de 2014 = 389.000 seguidores (dia ainda não encerrado)
Vejam que interessante. Estamos em um período de Copa do Mundo, sem qualquer partida oficial do clube, e nos últimos 30 dias quase 360 mil seguidores novos somente no Twitter. Apenas uma coincidência: os números novos de seguidores entre os dias 15 e 20 são os mesmos que entre os dias 20 e 25. Apenas uma mera coincidência, não?
Quem achar que essas informações não são verdadeiras, basta acessar este link e tirar suas próprias conclusões.
Indo neste ritmo, no próximo dia 30 de julho eles estarão com 1.459.629 seguidores, segundo a precisão do mesmo site que busquei estas informações.
Mas como isso pode acontecer? Pra mim está claro e tenho a certeza de que para você também está.
Não sei se é pior “angariar” seguidores desta forma ou iludir seu torcedor com esses números comemorados no site oficial e nas redes sociais, como o banner no início desta postagem. E ainda vieram com “sabe nada, inocentes”. Quem seriam esses inocentes? Os próprios inocentes do time?
O título desta postagem foi inspirado na tweetada em que eles comemoraram os “ditos” 500 mil torcedores nas redes sociais. No momento que eu li achei que eles estavam falando dos torcedores de outros clubes, mas pelo visto era dos ” inocentes” torcedores de seu próprio clube.
E no meio da busca por estes números, verifiquei que aconteceu o mesmo com o Twitter do Criciúma.
Percebam que hoje ele está com 369 mil seguidores, mas no dia 1º de junho estavam com 17.057 seguidores.
Agora fica a pergunta: Será que os números de seguidores no Instagram e no Facebook são verdadeiros? Você acredita neles?
Para ver o post original, com mais imagens, clique aqui.

Link do Post

Por que a parceria com os chineses é irrecusável?

Via ESPNFC / Ressacada
Percebeu que a parceria entre Avaí e a gigante chinesa do aço Jinggong está praticamente morto na imprensa? Isso é porque o clube trabalha fortemente nos bastidores e seguindo à risca as cláusulas de confidencialidade do megacontrato que deve ser apresentado e, se tudo der certo, inicia sua execução até fim do ano.
Diz-se que já há até aprovação do projeto na prefeitura para a remodelação da Ressacada, porém o presidente Nilton Machado é cauteloso e espera estar tudo fechado "110%" para anunciar à público. Tudo isso para não corrermos o risco de ver outro avião russo na Ressacada.
Estas negociações não começaram de hoje: desde a administração passada, comandado pelo presidente Nilson Zunino, as conversas já vinham evoluindo, porém como uma das premissas da parceira era concessão do patrimônio azzurra por 30 anos, resolveu-se engavetar o projeto.
Hoje, com o presidente Nilton Machado vendo de perto o buraco financeiro que o clube passa, não podemos nos dar o luxo de recusar algo que vai sanear as dívidas avaianas, afinal, hoje não conseguimos nem ao menos custear os gastos da abertura da Ressacada na maioria dos jogos.
Que seja um contrato estilo Arena OAS do Grêmio, onde o estádio é da construtura num período de 20 anos e a mesma tem direito às receitas dos jogos e eventos por exemplo. E que se for preciso, coloque-se na parceria até nossa precária base de jogadores, que, com sorte, revela um a cada 15 anos.
Se for para o que nosso Avaí fique mais forte, com receitas extras (como participação em hotéis e outlets), mais atrativo à futuros patrocinadores, com mais recursos financeiros e ganho de patrimônio à longo prazo - mesmo que três décadas - que os chineses sejam bem vindos.
Via ESPNFC

Link do Post

Renan está na história do Avaí. Mas onde ele foi parar?

Foto: Lancenet
Zenon, jogador do Avaí na década de 70 e que fez grande sucesso no Guarani e no Corinthians, foi a mais importante revelação do Avaí que chegou à seleção brasileira.
O zagueiro Emerson, ídolo avaiano de 2008 a 2010, foi convocado por Mano Menezes em 2011 para a disputa do Superclássico das Américas, contra a Argentina.
Mas houve apenas um jogador catarinense convocado para a seleção enquanto atuava por um clube do nosso estado: o goleiro Renan.
Criado na base do Avaí, estava fechando o gol azzurra em 2010. Principalmente pelas suas apresentações na Copa do Brasil, quando foi fundamental na vitória por 3 a 1 que decretou a eliminação do poderoso São Paulo Futebol Clube e levou o time às semifinais. Renan chamou a atenção do técnico Mano Menezes, que convocou o goleiro para um amistoso contra os Estados Unidos.
A seleção, porém, não fez bem a Renan. Depois da convocação, a pressão por ser um "jogador de seleção" caiu sobre os ombros do então garoto de 21 anos, e os erros começaram a se tornar frequentes. Neste momento, ainda embalado pela convocação, o Corinthians contratou Renan a peso de ouro - a multa contratual era de pouco mais de R$ 5 milhões.

No time paulista, teve a chance na titularidade, mas não correspondeu: a cada erro, mais pressão da torcida corintiana, até o momento em que o goleiro foi emprestado para outros clubes. Ainda ligado ao alvinegro, chegou em abril ao Bragantino, depois de passagens por Vitória, Estoril (POR), Guarani e Botafogo (SP).
Via ESPN FC

Link do Post

Geninho assume o comando do Avaí.

Foto: Alceu Atherino / Avaí FC
Nesta terça-feira, Geninho foi apresentado na Ressacada como técnico do Avaí.
Mas com uma semana de antecedência, o auxiliar-técnico Ridênio Borges chegou ao mais belo estádio de Santa Catarina para verificar a estrutura e já adiantar ao chefe o que é necessário para que o melhor trabalho possível seja realizado.
E dentre as primeiras ações estão manter a comissão técnica atual e focar nas condições físicas dos atletas.
Sobre a primeira, acho importante para valorizar os profissionais da casa e assim conquistar os seus comandados com este gesto de humildade e profissionalismo.
Sobre a segunda, Geninho já havia feito esta observação antes mesmo de seu auxiliar chegar à Ressacada: nos últimos anos sempre foi visível o grande desgaste físico dos jogadores avaianos no segundo tempo. É preciso evoluir nesta questão e Geninho não vai deixar os seus comandados terem vida fácil.

Pontos positivos para o novo comandante avaiano!
Via ESPN FC

Link do Post

Será esta a nova Ressacada?

Brincadeiras à parte, esta imagem chegou através do whatsapp (Assis e Botelho) e dá indícios que os chineses não chegaram para brincar! Agora é aguardar por novidades nos próximos dias!

Link do Post

Mesmo com o árbitro, Marrone e Willen, Avaí conquista ponto!

Eu queria entender como o Sampaio Corrêa, time que geralmente está escondido do Brasil, seja pela falta de visibilidade do fraco campeonato Maranhense ou simplesmente pelo fato de sempre disputar a terceirona (e olhe lá), estava brigando pela parte de cima da tabela da Série B.
Neste sábado eu vi: o time boliviano tem sim um bom toque de bola, cria muito e possui jogadores com bastante qualidade. Principalmente no primeiro tempo, tomou as iniciativas da partida e, na sequência de um impedimento não marcado pelo árbitro acreano Antônio Neuricláudio Costa, o time da casa abriu o placar.
Mas no segundo tempo, mesmo com o excesso de faltas não marcadas à favor do Avaí, com a inoperância do atacante Willen e com a grande quantidade de pisadas na bola de Marrone, o atacante Roberto empatou a partida.
No fim, novamente um dilúvio caiu e mais uma vez, a péssima drenagem do estádio Castelão transformou o jogo em uma partida de pólo aquático.
E apito final, o Avaí colocou um importantíssimo ponto na bagagem e segue agora com um pouco mais de tranquilidade para o intervalo da Copa do Mundo.

Mas muita calma nessa hora: o novo técnico Geninho terá muito trabalho pela frente!
Via Avaí na ESPNFC

Link do Post

Olha mãe! Tô na ESPN!

É com muito orgulho que compartilho com você leitor do DeVirada, que à partir de hoje assumo a responsabilidade de representar o Maior de Santa Catarina na gigante ESPN.
Através de um projeto que já vem sendo evoluído desde o ano passado, a líder mundial em esportes traz ao Brasil o ESPNFC, um espaço feito por torcedores como eu, para torcedores como você!
É claro que em paralelo, vou continuar tocando o DeVirada, blog que conduzo desde janeiro de 2009.
Então, seu coxa colada, não perde tempo, atualiza os teus favoritos e acessa o nosso espaço lá!

Link do Post

Coincidência: o dinheiro entrou e o cansaço saiu

Foto: Divulgação / Icasa FC
Sim, só me resta acreditar que foi coincidência o fato de ver nossos jogadores com mais vontade na noite desta última terça-feira, na vitória fora de casa por 2x0 contra o Icasa.
Justamente no dia em que o Avaí estreou seu novo patrocinador master (veja aqui), que imediatamente injetou R$ 3 milhões nos cofres do clube, os jogadores avaianos fizeram o que a torcida tanto cobra nas arquibancadas do Aderbal Ramos da Silva: correram, se entregaram e mostraram raça. 
Como já escrevi aqui em outros posts, esse é o mínimo que esperamos de nossos atletas. Se continuarem correndo e se entregando desta forma, nas coletivas após os jogos, Cléber Santana não precisará mais pedir paciência à torcida e Roberto não precisará mais criticar a pressão das arquibancadas durante as partidas na Ressacada. Nosso apoio será incondicional.

Link do Post

$ Bem vindo


A assinatura de patrocinador de camisa do Avaí – que ainda não se sabe qual – vai garantir dias mais tranquilos ao Leão, pois parece que os valores são interessantes e asseguram uma sobrevida financeira ao clube que já não vem bem das pernas há anos.
Se o “ fator miséria” serve de bengala para imputar o insucesso em campo, não seriam somente os 3 milhões do novo patrocínio que tirariam o clube da lama, porém existem informações de que uma parceria está para ser formada e, esta sim, tornaria o balanço mais saudável para o sul da ilha, visto que há também a intenção de investimento no patrimônio do clube. O momento para a quitação de dívidas não poderia ser melhor, com certeza o ambiente de toda a Ressacada ficaria muito mais agradável e o reflexo dentro de campo seria lógico. É torcer para que dê certo.

Link do Post

Já são dois longos anos de erros!

Já faz dois anos desde aquele episódio da demissão injusta de Carlos Arini pela substituição por Marcelinho Paulista. E de lá pra cá o torcedor avaiano vem acompanhando um time que nunca inspira confiança por muito tempo. Os elencos avaianos nestes dois anos engatam no máximo três partidas seguidas de bom futebol e depois, longa crise até a substituição do técnico.
O torcedor avaiano se acostumou mal. Alí pertinho, em 2009, nosso time demorou vários jogos até ter sua primeira vitória na Série A daquele ano. Mas mesmo com derrota, a Ressacada estava lotada e os jogadores saíam de campo aplaudidos. Isso, porque havia entrega, havia raça. E hoje, não temos nada disso. Por isso, não queiram os jogadores pedirem paciência à torcida avaiana. Joguem, corram, mostrem raça e vençam! E aí, estaremos novamente ao lado de vocês!

Link do Post

O prazo de validade do interino? Um jogo.

Foto: Jamira Furlani / Avaí FC
Sim, perdemos para o ABC dentro da Ressacada. Mas o menos culpado disso tudo é o interino Raul Cabral. Mesmo que na minha opinião tenha se equivocado saindo com Eduardo Neto como titular e deixado Marquinhos Santos no banco de reservas, não é culpa dele a falta de pontaria do nosso ataque, o excesso de passes errados por Cléber Santana e do próprio Marquinhos, bem como a falta de atenção de nossa defesa.
Mas os problemas não são de hoje. E isto contarei no próximo post.

Link do Post

Avaí evoluiu. Resta saber qual o prazo de validade.

Foto: Divulgação / Náutico
Por mais que o time atual do Náutico não seja formado de craques, a vitória desta terça por 1x0, em pleno estádio dos Aflitos, diante de quase 10 mil pessoas não foi uma vitória qualquer.
Sob o comando do interino Cabral, Eltinho finalmente foi titular na lateral esquerda e Paulo Sérgio no ataque. Cabral fez o óbvio, o que a torcida havia pedido e o time ganhou em velocidade.
Mesmo que ninguém tenha entendido a insistência em Eduardo Neto, desta vez como meia (???), o time do Avaí mostrou eficiência raramente vista na marcação: aquela lentidão e falta de vontade que estávamos acostumados não existiu neste jogo. Me chamou atenção inclusive ver nossos atacantes voltando até quase a meia lua para ajudar na defesa.
Outra fator que percebi também foi que como o Avaí jogou no contra-ataque, principalmente no segundo tempo, criamos muitas oportunidades claras de gol. Em pelo menos umas cinco vezes, nossos dois atacantes subiram contra um ou dois zagueiros do Náutico. O Avaí só não saiu com uma vitória mais elástica, por afobação (ou incompetência) dos homens de ataque, principalmente Héber.
Agora, resta saber se esta mudança será uma constante daqui pra frente, ou apenas um fato isolado, para iludir momentaneamente o torcedor avaiano até a próxima crise na Ressacada.
O momento é de estender o período de experiência do interino e caso as boas apresentações sejam uma constante, a diretoria nem precisa se esforçar em contratar um novo técnico. Cabral é o cara.

Link do Post